Talvez esses livros cheguem até você com umas páginas sobradas, um cantinho amassado, uma sujeirinha aqui, outra ali. Sabe por quê? Porque eu NÃO deixei que fossem embalados no plástico! É preciso quebrar o ciclo de consumo deste material. Esse ciclo invisível, quase automatizado, que embala tudo em plástico. Dessa forma, eles te chegam assim: como um chão de escola! 

Sim, um pouquinho por vez, sempre que podemos, para mudarmos e preservarmos o nosso mundo! 

Um beijo e boa leitura, 

Marcelo Cunha Bueno