REPETIR PRA FICAR DIFERENTE

By 29 de novembro de 2017 abril 5th, 2019 #PapoReto

Tempo na escola: todo recortado, medido, contado. O tempo determina quem é a criança, o que ela pode, como ela deveria fazer. Um tempo cronológico que cria poucas brechas para o sonhar, para o criar. Tempo que organiza o que se aprende, no tempo certo (?), e determina, portanto, que quem não aprende perde tempo.  

Às vezes, crianças e jovens não se enquadram nesse tempo. Não por transgredirem a importância do tempo, mas por entenderem que as coisas e as pessoas aprendem em tempos diferentes.  

Repetir é alargar o tempo. É assumir que não foi em tempo que se aprendeu e que a escola entende e respeita essa relação. Por isso, se propõe a redesenhar o tempo de aprender para a criança, para o jovem. 

Avaliação não é fechamento de tempo. Não é síntese do que se aprendeu, mas é proposição de um tempo de ensino diferente. É planejar o que vem a seguir. É entender o que passou, estruturar um a seguir para tranquilizar o presente.  

Educar é fazer as pazes com o tempo (rei) e vivê-lo intensamente, da forma como se pode viver. 

#PapoReto #🔵🔵🔵 

Marcelo Cunha Bueno é educador há mais de 20 anos, inspirado pelo chão da Escola, especialista em desenvolvimento infantil. 

33 Comments

Leave a Reply