BANANA AMASSADA

By 16 de maio de 2017 abril 8th, 2019 #SopaDePai

Foram 6 meses de exclusividade no peito. Seis meses de afeto e conexão. Mas… tinha uma banana no meio do nosso caminho. Não resistimos. Armamos uma história para esse momento. Como se fosse um jantar do nosso primeiro encontro. Arrumamos a mesa, preparamos uma bela comida pra nós. Entre os dois pratos, estava o dele. Seu primeiro pratinho. Colorido. Colherzinha? Colorida. Em nosso prato, uma bela massa. No dele, uma banana. Ele sentado, olhando-me. Descasquei a banana devagar. Seus olhos acompanhavam a minha mão. Comecei a amassá-la. Suas pernas balançavam de animação, acho que por conta do perfume que saía dela. Terminei. Fiz uma colheradinha. Olhei para a Gabi. Ela acenou que sim. O caminho da colher até a boca durou duas lágrimas de emoção. Ele abriu a boca como se já tivesse provado as comidas mais elaboradas. Era a sua primeira vez, sua primeira colherada. Deu pra sentir o primeiro gosto, diferente do que já havia provado. Seus olhos me olharam, como se quisessem me perguntar o que era aquilo. Suas pernas balançaram novamente pedindo outra, mais… nunca mais parou. Chorei. Amo banana pra sempre! 

#SopaDePai #🔵🔵🔵  

Marcelo Cunha Bueno é educador há mais de 20 anos, inspirado pelo chão da Escola, especialista em desenvolvimento infantil. 

17 Comments

Leave a Reply