ALÔ, ALÔ

By 6 de janeiro de 2017 abril 8th, 2019 #PapoReto

Os aparatos tecnológicos se tornaram a grande pedra no sapato de muitas famílias, não é? Afinal, que idade dou um celular para meu filho, para minha filha? Veja, jamais quando são pequenos. Criança pequena não precisa de celular. Já vi gente dizendo que vai ficar isolada, deslocada na escola, pois muitas crianças já têm. Bom, sabemos bem que tipo de gente se forma nessa perspectiva da bolha antifrustração. Eu não sou radical com essas coisas, não. Mas, na escola de educação infantil e de fundamental I, pelo menos na minha, é proibido levar eletrônicos. Tanta coisa legal para fazer! Eu vi uma criança, devia ter 10 anos, grudada no celular na praia, enquanto o sol se punha lindamente no horizonte. Cada um faz o que quiser. Eu jamais deixaria o meu filho perder uma coisa dessas! Outro dia, conversando com amigos, estavam a contar que a sua filha, de 13 anos, ganhou um celular. Ela começa a andar sozinha por São Paulo, para fazer suas coisas, e eles podem controlar onde está. Coisa simples, vai da casa para a escola, da escola para a terapia. Acho bom esse uso. E fala com as amigas pelo whats. Inevitável. Vamos descobrir juntos, nós, os adultos dessa geração, sobre o uso correto desse aparato de comunicação social. O fato é que eu continuo apostando no pôr-do-sol!  

#PapoReto #🔵🔵🔵 

Marcelo Cunha Bueno é educador há mais de 20 anos, inspirado pelo chão da Escola, especialista em desenvolvimento infantil. 

72 Comments

Leave a Reply